Mostrando postagens com marcador Igreja de Santa Rita. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Igreja de Santa Rita. Mostrar todas as postagens

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2019

Igreja de Santa Rita - Uberaba - Minas Gerais.

Igreja Santa Rita onde está instalado o MAS- Museu de Arte Sacra de Uberaba desde 1987 por iniciativa de D. Benedito de Ulhoa Vieira. Passou por várias restaurações e a última foi finalizada em 13 de maio de 2015.

Igreja de Santa Rita - Uberaba - Minas Gerais. Foto: Antonio Carlos Prata.

Está aberta ao público de terça a sexta das 12 às 17h30. A entrada é gratuita. É o cartão de visita de Uberaba e a imagem mais usada como meio de identificação da cidade. Carece de benfeitores e de uma associação de amigos da cultura para colocar em prática sua extensa programação cultural.



Cidade de Uberaba

quinta-feira, 19 de julho de 2018

Igreja de Santa Rita


Hélio Ademir Siqueira* 

Os historiadores são unânimes em dizer que o período de maior prosperidade de Uberaba no século XIX, se deu em 1820 a 1859. Foi nessa época que a localidade, vencendo as etapas de dificuldades de sua fundação, alcançou as prerrogativas de vila e cidade. 

Neste ambiente de comércio intenso e desenvolvimento constante, sob a proteção de seus padroeiros São Sebastião e Santo Antônio, a fé do povo se expandiu e mais uma capela foi erigida, dedicada a Santa Rita das Causas Impossíveis. 

Cândido Justiniano da Lira Gama, devoto que era de Santa Rita, e em cumprimento de uma promessa para se livrar do vício da bebida, mandou construir em 1854 a pequena capelinha em louvor a Santa. 

Em 1877, o tempo implacável com essa construção singela, solicita reparos urgentes que são providenciados pelo negociante Major Joaquim Rodrigues de Barcelos, também atendido por Santa Rita em seu pedido de se tornar pai. Em 1881, os padres dominicanos se estabeleceram em Uberaba realizando sua catequese na igreja de Santa Rita que se tornou pequena para tantos fiéis.

Igreja de Santa Rita -Ano 1969, Foto do acervo dos Irmãos Dominicanos. 

Os ritos sagrados são transferidos para a imponente Igreja de São Domingos inaugurada em 1904 e a igrejinha de Santa Rita permaneceu fechada ao culto religioso durante muitos anos, sofrendo com o desuso, mais uma vez, as consequências do tempo. 


Enquanto outras igrejas mais imponentes eram construídas na cidade, Santa Rita se achava em ruínas, foi quando por volta de 1939, Gabriel Totti requisitou e icanosconseguiu do recém criado Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional "IPHAN" o título de Monumento Histórico para a graciosa construção. 

A Igreja de Santa Rita, pela sua singela beleza, tornou-se ponto obrigatório de visitas e ao longo de sua história, motivo de inspiração de pintores, poetas e fotógrafos - Anatólio Magalhães, José Maria dos Reis Júnior, Almeida Carvalho, Genesco Murta, Ovídio Fernandes e Hélio Siqueira pintaram muitas vezes e em muitos estilos o monumento aninhado na impotente colina, e tendo como pano de fundo um rico paredão verde. Em ruínas ou restaurado, fotógrafos, tais como o imigrante Ângelo Prieto e tantos outros, exploraram a sensibilidade para registrá-la e guardá-la como documentos para a prosperidade. 

Igreja de Santa Rita - Foto: Antonio Carlos Prata

Com a criação da Fundação Cultural de Uberaba, seu primeiro Diretor, o poeta Jorge Alberto Nabut, com empenho do Arcebispo Dom Benedito de Ulhôa Vieira da Cúria Metropolitana, inauguraram o Museu de Arte Sacra no dia 11 de maio de 1987. 

Hoje, a Igreja de Santa Rita é um espaço respeitado por todos nós, onde religiosidade, beleza e cultura se mesclam, enchendo de orgulho e fé a alma do povo Uberabense.



Museu de Arte Sacra (MAS)

Exposição do acervo

Administrado pela Fundação Cultural 

Horário de visitação: Terça a sexta das 12h às 18h e sábado e domingo das 8h às 12h – Igreja Santa Rita – Praça Manoel Terra, snº – Centro

Telefone: 3316-9886 

Coordenador: Hélio Siqueira

masmuseusdeartedeuberaba@yahoo.com.br
*Visitas guiadas deverão ser agendadas com antecedência através do telefone do museu.

_____________

*Hélio Ademir Siqueira - Agente de Projetos Culturais da Fundação Cultural de Uberaba.







terça-feira, 24 de outubro de 2017

Igreja de Santa Rita

Igreja de Santa Rita
Foto: década 1970

Foto: Autoria desconhecida

Cândido Justiniano da Lira Gama, devoto de Santa Rita, e em cumprimento de uma promessa, em 1854 mandou construir a capela, que mais tarde, foi tombada pelo Patrimônio Histórico e Artístico Nacional em 1939.

Nela está instalado o Museu de Arte Sacra (MAS), inaugurado em maio de 1987. O acervo, rico em peças barrocas dos séculos XVIII e XIX, conta a história da Igreja Católica na região. Muitas peças são provenientes de doações da Cúria Metropolitana, sobressaindo-se as seções de vestes sacras, estandartes de procissões, paramentos, alfaias, imagens e mobiliário.


(Foto do arquivo dos Irmãos Dominicanos)

sexta-feira, 23 de junho de 2017

IGREJA DE SANTA RITA

Igreja de Santa Rita

Década: 1970

Igreja de Santa Rita

Praça Manoel Terra

Fotógrafo: Prieto

(Foto do acervo pessoal de Ricardo Prieto)                                                                                                                                   

quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

IGREJA DE SANTA RITA

 Igreja de Santa Rita das Causas impossíveis


A Igreja de Santa Rita das Causas impossíveis, foi construída em 1854, de acordo com registros históricos a construção se deu porque Cândido Justiniano de Lira Gama, alcoólatra, querendo se livrar do vício fez uma promessa, e caso conseguisse deixar de beber mandaria construir a igreja em cumprimento a graça alcançada. Em 1877 também uma promessa, dessa vez o fiel Manoel Joaquim Barcelos, pedira que sua esposa desse a luz a um filho, o que o leva a ampliar a igreja que fora erguida numa das colinas da cidade. Em 1939 fora tombada pelo Serviço de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (SPHAN).
No dia 11 de maio de 1987 é inaugurado o Museu de Arte Sacra, num convênio firmado entre a Fundação Cultural de Uberaba e Mitra Arquidiocesana. O acervo do Museu conta com cerca de 800 peças desde móveis, indumentárias, alfaias e outros objetos que começaram a fazer parte do acervo depois da criação do museu e as principais doações provém da Cúria Metropolitana.
As únicas peças originais são a imagem de Santa Rita e a pia batismal, que conservam as mesmas características e estão lá desde a construção da igreja.
Década: 1930
Fotógrafo: Autoria desconhecida

Acervo: Arquivo Público de Uberaba

domingo, 8 de janeiro de 2017

IGREJA DE SANTA RITA

 Igreja de Santa Rita,em  1939


Iniciou-se a construção da Igreja de Santa Rita, em 1854, pelo agente dos correios, em Uberaba, Cândido Justiniano da Lira Gama, em pagamento a uma promessa de deixar o vício do alcoolismo. A conclusão da obra aconteceu 20 anos depois, quando o templo ganhou os contornos arquitetônicos que mantém atualmente.

Por ter sido construída por iniciativa particular, a Igreja ficou abandonada até a chegada da Ordem dos Dominicanos, em Uberaba, no ano de 1881, quando passaram a celebrar seus ofícios litúrgicos, no local. Enquanto isso, esses padres construíram a monumental Igreja de São Domingos concluída em 1904, ocasião em que transferiram os cultos religiosos para a sede definitiva, deixando mais uma vez abandonada a velha igrejinha.

Sem utilização, foi se deteriorando. Em 1939, um movimento em defesa da preservação do imóvel, integrado por Gabriel Toti e outros intelectuais, resultou no tombamento, oficializado pelo SPHAN (Hoje IPHAN). No mesmo ano, deu-se início à reforma e a reinauguração aconteceu em 1941.

Na década de 1970, passou por mais um restauro, concluído em 1987. A partir dessa data, foi celebrado um convênio entre a Prefeitura Municipal de Uberaba, a Fundação Cultural e a Arquidiocese Metropolitana no qual a edificação foi transformada em Museu de Arte Sacra, aberto à visitação pública. Além dos objetos doados pela comunidade e pelos padres da cidade, o Museu manteve em seu acervo 2 bens móveis tombados pelo município: os anjos tocheiros e as indumentárias eclesiásticas.

Em 2009, a Igreja-Museu passou por um novo restauro e teve suas portas fechadas até o dia de Santa Rita, 22 de maio, quanto foi novamente entregue aos uberabenses.

Sem demérito nenhum aos outros bens culturais de Uberaba, mas a igreja de Santa Rita simboliza, charmosamente, o patrimônio cultural uberabense.


Foto: Autoria desconhecida


Acervo: Arquivo Público de Uberaba


Danilo Costa Ferrari

Luiz H. Cellurale

sábado, 7 de janeiro de 2017

IGREJA SANTA RITA E MUSEU DE ARTE SACRA DE UBERABA

Igreja de Santa Rita


O templo do tempo

‘ Por onde os sábios andam? Andam pelos montes
Onde as cidades se encontram. Vendo a vida por sua beleza
Entendendo as tristezas .Sábios encontram razões
Independente das opiniões. Andam por entre a gente
Tentando nos ensinar ser gente. Vivem diante de acusações
recuperando corações…Seus gestos, feliz aquele que traduzir!
Muitas vezes estão diante de ti lutando pelo que é real
Não desistem dos seus sonhos, do amor, do seu ideal.” Conrado Iglésias

Foto:Jornalista Dri Tavares


IGREJA DE SANTA RITA

Igreja de Santa Rita


Foto: Ricardo Prieto                                                                                                                                                                                                  



MERCADO MUNICIPAL CLICADA DA TORRE DA IGREJA DE SANTA RITA


Igreja de Santa Rita

Parabéns a nossa Uberaba, pelos seus 195 anos. Tenho muito orgulho de ter nascido nesta terra abençoada. Meu abraço a todos os Uberabenses, que como nós, lutam por uma cidade sempre melhor. Através desta imagem clicada por mim, nossa homenagem !!!
(Paulo Nogueira)

sexta-feira, 6 de janeiro de 2017

Procissão Nossa Senhora do Rosário

Procissão Nossa Senhora do Rosário


Procissão Nossa Senhora do Rosário – com Igreja Santa Rita ao fundo – na década de 1910
Foto: Autoria desconhecida
Acervo: Arquivo Público de Uberaba

IGREJA DE SANTA RITA

Igreja de Santa Rita - Década:1900

Praça Manoel Terra

Foto: Autoria desconhecida

 Arquivo Público de Uberaba

quarta-feira, 4 de janeiro de 2017

segunda-feira, 2 de janeiro de 2017

MERCADO MUNICIPAL DE UBERABA




Mercado Municipal de Uberaba 

 Mercado Municipal de Uberaba é um ponto turístico da tradicional cidade mineira, além de ser um espaço de convivência e negócios;

Trata-se de uma construção octogonal com 53,62 m de comprimento, 31,15 m de largura, com área total de 1400 m².

A primeira sede surgiu e 1882, no Alto do Rosário e na rua Alegre, atual Dr. Lauro Borges;

Em 02/08/1924 foi inaugurada sua sede definitiva;

O local passou por várias reformas (1936 e 1992), com remodelações interna e externa, ampliações, construção de sanitários e um mezanino metálico. É Patrimônio Histórico desde 1999. O Uso dos boxes é autorizada mediante permissão precedida de licitação. Nos boxes se comercializam carnes, queijos, frutas, doces, peixes, artigos religiosos, artigos de pesca e hortaliças, além de bares e produtos artesanais.

O local é um marco turístico onde acontecem novas amizades.

No seu entorno, encontram-se outros prédios históricos como a Igreja de Santa Rita, Igreja São Domingos, Prédio da Faculdade de Medicina, antiga cadeia pública.

Créditos: Mercado Municipal de Uberaba

Imagens: Nilo Resende

Arquivo Público de Uberaba

Produção e edição: Nilo Resende

sexta-feira, 30 de dezembro de 2016

IGREJA SANTA RITA – (ANTES DA RESTAURAÇÃO) UBERABA

Ano:1939

Iniciou-se a construção da Igreja de Santa Rita, em 1854, pelo agente dos correios, em Uberaba, Cândido Justiniano da Lira Gama, em pagamento a uma promessa de deixar o vício do alcoolismo. A conclusão da obra aconteceu 20 anos depois, quando o templo ganhou os contornos arquitetônicos que mantém atualmente.

Por ter sido construída por iniciativa particular, a Igreja ficou abandonada até a chegada da Ordem dos Dominicanos, em Uberaba, no ano de 1881, quando passaram a celebrar seus ofícios litúrgicos, no local. Enquanto isso, esses padres construíram a monumental Igreja de São Domingos concluída em 1904, ocasião em que transferiram os cultos religiosos para a sede definitiva, deixando mais uma vez abandonada a velha igrejinha.

Sem utilização, foi se deteriorando. Em 1939, um movimento em defesa da preservação do imóvel, integrado por Gabriel Toti e outros intelectuais, resultou no tombamento, oficializado pelo SPHAN (Hoje IPHAN). No mesmo ano, deu-se início à reforma e a reinauguração aconteceu em 1941.

Na década de 1970, passou por mais um restauro, concluído em 1987. A partir dessa data, foi celebrado um convênio entre a Prefeitura Municipal de Uberaba, a Fundação Cultural e a Arquidiocese Metropolitana no qual a edificação foi transformada em Museu de Arte Sacra, aberto à visitação pública. Além dos objetos doados pela comunidade e pelos padres da cidade, o Museu manteve em seu acervo 2 bens móveis tombados pelo município: os anjos tocheiros e as indumentárias eclesiásticas.

Em 2009, a Igreja-Museu passou por um novo restauro e teve suas portas fechadas até o dia de Santa Rita, 22 de maio, quanto foi novamente entregue aos uberabenses.
Sem demérito nenhum aos outros bens culturais de Uberaba, mas a igreja de Santa Rita simboliza, charmosamente, o patrimônio cultural uberabense.


Foto: Autoria desconhecida

Fonte: Arquivo Público de Uberaba

Danilo Ferrari
Luiz H. Cellural