Mostrando postagens com marcador Arquivo Público Mineiro. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Arquivo Público Mineiro. Mostrar todas as postagens

quarta-feira, 25 de setembro de 2019

"Rua do Comércio e a Igreja que sumiu"

Por volta de 1895, o fotógrafo José Severino Soares registrou a antiga Rua do Comércio de Uberaba (atual Rua Artur Machado) em uma série de fotos adjacentes tiradas do alto do morro onde hoje está a Praça Santa Terezinha. Essas fotos, um tanto degradadas pelo tempo, estão hoje sob guarda do Arquivo Público Mineiro.

      Essa montagem panorâmica foi feita pela composição de quatro dessas imagens originais, 
restauradas digitalmente para melhorar a visualização. 

No primeiro plano aparece o fundo do vale do "córrego da Estação"(hoje canalizado sob a Avenida Fidélis Reis) para o qual davam os fundos dos terrenos das casas da Rua do Comércio...

No lado esquerdo da foto, destaca-se a antiga Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos, situada então ao pé da ladeira onde hoje existe a Av. Presidente Vargas. Inaugurada em 1841, essa igreja foi sendo abandonada nas primeiras década do século XX e acabou demolida em 1924.

Coloquei alguns detalhes das fotos nos comentários.


No canto direito da foto panorâmica, avista-se ao fundo o primeiro prédio do Colégio Nossa Senhora das Dores, das irmãs Dominicanas – na época recém inaugurado.

Ainda não haviam sido erguidos o prédio da Penitenciária (posteriormente Faculdade de Medicina) e nem o atual Mercado Municipal.

Detalhe da atual Rua Lauro Borges. 

O casarão bem no centro da foto, na subida da ladeira, com os telhadinhos para fora é, provavelmente, onde funcionava nessa época o Mercado da cidade. Foi demolido no início do século XX para a construção do prédio antigo do Fórum. A Igreja de São Domingos, no alto da rua, ainda não havia sido construída.

 Detalhe da Igreja de Nossa Senhora do Rosário, "Igreja dos Pretos", construída pelos escravos a partir de meados da década de 1830 e demolida em 1924.

(André Borges Lopes)





Cidade de Uberaba



quinta-feira, 19 de setembro de 2019

Antigo Cemitério de São Miguel e sua Capela.

Encontrei essa foto no acervo do Arquivo Público Mineiro, onde – provavelmente – já deve ter dado entrada em mau estado de conservação. Trata-se de uma vista rara e muito interessante, feita da torre da Catedral de Uberaba, voltada para a parte de trás da igreja. No primeiro plano, avista-se o telhado da Catedral e a atual travessa Domingos Paraíso. À esquerda, a atual rua Olegário Maciel; à direita a Tristão de Castro.

O registro não tem data. Mas a pequena edificação de telhado inclinado que vemos logo atrás da Catedral é a estação retificadora da empresa "Ferreira, Caldeira e Cia", que inaugurou o serviço de luz elétrica em Uberaba em 30 de dezembro de 1905. E, na esquina à esquerda, avista-se um poste com fiação elétrica. A foto, portanto, deve ser posterior a essa data.

O detalhe mais interessante do registro é o que se vê ao fundo, no lado esquerdo: a localização exata da Capela de São Miguel, situada dentro do cemitério de mesmo nome (como era costume na época da sua fundação), ambos abertos por Frei Eugênio em 1856. Hoje, funciona no local dessa Capela o "Centro de Formação Profissional Fidélis Reis", do Senai. (veja em detalhe nos comentários)

Vistas dos fundos da Catedral de Uberaba - Minas Gerais,em foto tirada em por volta de 1910.

No alto à esquerda, a Capela e o Cemitério São Miguel (construídos em 1856 e demolidos em 1917) defronte ao “Largo da Matriz Velha”, atual Praça Frei Eugênio. Fotógrafo desconhecido. Acervo do Arquivo Público Mineiro. Restauração: André Borges Lopes.

           A foto original do Arquivo, antes da restauração.

Nessa mesma área, havia sido erguida anteriormente antiga capela de Santo Antônio e São Sebastião da Berava, aberta em 1818 pelo Cônego Hermógenes e primeira igreja Matriz ("Matriz Velha") da freguesia entre 1820 e 1853-54, quando foi aberta a Catedral na atual praça Rui Barbosa. O antigo "Largo da Matriz Velha" deu origem à Praça Frei Eugênio.

       A Capela e o Cemitério, em foto de 1889.
Comparando com a foto do post, acredito que ela tenha sido reformada após essa data.


Um detalhe ampliado da Capela.

Como vemos, a Capela de São Miguel continuou de pé por alguns anos após abertura do novo "Cemitério do Brejinho" (atual São João Batista) em 1900. É provável que só tenha sido demolida por volta de 1917, quando as tumbas do antigo cemitério foram retiradas e levadas para o novo. O terreno foi posteriormente cedido para a construção do "Liceu de Artes e Ofícios" (incorporado pelo SENAI em 1945) e do antigo "Grupo Minas Gerais".

(André Borges Lopes)



Cidade de Uberaba


quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

VISTA PARCIAL DE UBERABA


Vista parcial de Uberaba




Data:26/07/1896





Vista parcial de Uberaba



Fotógrafo: José Severino Soares




Arquivo Público Mineiro


segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

D. CAROLINA AUGUSTA CESARINA – NETA DE TIRADENTES

D. Carolina Augusta Cesarina – neta de Tiradentes




Dados: 1904

                      
D. Carolina Augusta Cesarina – neta de Tiradentes.

D. Carolina Augusta Cesarina, neta do alferes Joaquim da Silva Xavier, o Tiradentes. Fotografia obtida em 1904, quando tinha 85 anos de idade (nascida em março de 1819 e falecida em 30 de setembro de 1905, em Uberaba).

Fotógrafo: José Severino Soares,

Acervo: Arquivo Público Mineiro


GRUPO ESCOLAR BRASIL

7ª exposição – oficina do curso técnico.



10 de dezembro de 1916


7ª exposição – oficina do curso técnico.

Acervo: Arquivo Público Mineiro

GRUPO ESCOLAR BRASIL – PROFESSORA E ALUNAS

Professora e alunas



10 de dezembro de 1916


 A professora era soberana, mestra, enfim, era respeitada em sala de aula.

Acervo: Arquivo Público Mineiro

GRUPO ESCOLAR BRASIL – OFICINA DO CURSO TÉCNICO

 Aulas de pintura em tela e desenho artístico e o  professor Arnold Magalhães.





10 de dezembro de 1916


As aulas de pintura em tela e desenho artístico são ministrados pelo professor Arnold Magalhães.


                          
Acervo:Arquivo Público Mineiro                       

VISTA PARCIAL DE UBERABA

Vista parcial de Uberaba




26 de julho de 1896

                   
  Fotógrafo: José Severino Soares

                     
  Acervo: Arquivo Público Mineiro

VISTA DO ALTO DO FABRÍCIO

  Vista do Alto do Fabrício e da Rua Artur Machado ou do Comércio, ou do Fogo




26 de julho de 1896


  Vista do Alto do Fabrício e da Rua Artur Machado ou do Comércio, ou do Fogo.      
                                               
  Fotógrafo: José Severino Soares                    
                                                                          

Acervo: Arquivo Público Mineiro

VISTA PARCIAL DO ALTO DAS MERCÊS

Vista parcial do Alto das Mercês




26 de julho de 1896

Vista parcial do Alto das Mercês

Fotógrafo: José Severino Soares
.
Acervo: Arquivo Público Mineiro

FESTA DE CONGADOS DE NOSSA SENHORA DO ROSÁRIO

Festa de Congados de Nossa Senhora do Rosário



Ano: 1889


Festa de Congados de Nossa Senhora do Rosário.

Terno de Congada Penacho, que deu origem aos ternos atuais, isto é, o terno do Penacho.

Fotógrafo: José Severino Soares

Acervo: Arquivo Público Mineiro

domingo, 8 de janeiro de 2017

terça-feira, 3 de janeiro de 2017

PLANTA DA “VILLA CARLOS MACHADO”

Planta da “Villa Carlos Machado

Planta da “Villa Carlos Machado”, em 1892. Aparentemente, um novo loteamento em implantação logo acima da antiga estação e da linha férrea da Companhia Mogiana (inaugurada em 1889), que passava por onde é hoje a Rua Menelick de Carvalho. Os prédios da estação aparecem na parte inferior esquerda da planta.

Comparando a planta da época com um mapa atual das ruas, percebe-se que muitas delas mudaram de nome. O nome “Rua Cazuza” mudou de uma rua paralela da atual João Pinheiro para uma transversal, onde se encontra atualmente. E a “Praça da Boa Esperança” que se destaca no meio do loteamento, pelo visto, foi uma esperança que não se concretizou.

Nos anos 1950, a ferrovia foi afastada do centro da cidade e transferida para o lugar atual, depois da Villa Carlos Machado.


Do acervo do Arquivo Público Mineiro.


André Borges Lopes


Cidade de Uberaba